O samba chora em verde e rosa. Morre aos 96 anos o sambista Nelson Sargento

O mundo do samba perde o cantor e compositor, Nelson Sargento. O Baluarte da Estação Primeira de Mangueira morreu nesta quinta-feira (27), aos 96 anos, no Instituto Nacional do Câncer (Inca) e foi diagnosticado com Covid. Um dos primeiros cariocas a receber a vacina no fim de janeiro. A segunda, no fim de fevereiro, em sua casa. Sargento deixou a mulher Evonete Belisario Mattos, seis filhos, netos e bisnetos. O artista será cremado em cerimônia restrita à família, sem velório para evitar contaminação pela covid-19.
.
.
Nelson Sargento – Foto: Reprodução / Instagram

Deixe uma resposta